Emprego no Japão: estado de guerra – onde morar até o próximo?


Você recebeu aviso prévio e assim que terminar o prazo será despejado do apartamento. Ou talvez você já esteja nessa situação. Onde morar até arranjar um emprego novo?

Um leitor nos pergunta se a empreiteira tem direito de despejá-lo. Resposta: depende. Depende de que com quem você fez o contrato. Direto com a imobiliária? Ou com a empreiteira? O ultimo caso é o mais comum. Neste caso, o acordo é particular entre você e a empreiteira. Depende de como esse acordo foi documentado. Voce assinou um contrato com a empreiteira a respeito? Tem cópia? O que ele diz a respeito? Por motivos óbvios, provavelmente o contrato é escrito de maneira que a empreiteira possa despejá-lo se você sair da empreiteira. Em suma, este caso é o mesmo em que alguém que aluga um apartamento no nome dele e permite o sobrinho viver lá. O acordo é entre sobrinho e tio e não espere a lei  proteger o sobrinho.

Um contrato direto com a imobiliária é diferente, porque há leis e legislação cobrindo. Contanto que você continue pagando, não há porque te despejarem, independente do que a empreiteira ou a imobiliária dizerem a você. A lei protege o inquilino, o que é bom, mas isso vai até certo ponto. Não espere morar numa boa com aluguel atrasado meio ano.

Supondo que você vai ficar mesmo sem moradia, o que pode ser feito?
1) Toda cidade, quase que sem exceção, tem um serviço de aconselhamento gratuito. Vá ao da sua (deve necessariamente ser da cidade onde você mora e paga impostos). Algumas cidades com grandes concentrações de brasileiros tem interpretes brasileiros. Diga que você não tem onde morar e se eles tem alguma dica sobre como fazer até arranjar emprego.

2) Veja se é possivel negociar com a empreiteira. Monte uma proposta win-win em que ambos, você e a empreiteira, tenham vantagem. Se, por exemplo, a empreiteira tem apartamentos desocupados que ela, por motivo ou outro, não pretende devolver, ofereça para sub alugá-lo. Mas note, deve ser um negócio. “Oferecer” pra morar de graça até achar emprego (isto é, por tempo indeterminado) é favor e não é negócio. Vai ser recusado no ato porque a empreiteira não leva nenhuma vantagem. O seu sucesso depende da empreiteira enxergar a sua proposta como vantajosa pra ela também.

3) Casas de amigos ou parentes. O mesmo se repete aqui. Ofereça pagar parte do aluguel; isso aumenta a chance de você ser aceito. O dono da casa pode se sentir ajudado por que é uma renda extra entrando todo mês. E você tem teto. Situação win-win.

4) Guest houses ou gaijin houses. São casas onde os quartos são alugados mas cozinha, banho e lavatório são compartilhados. Usados basicamente por estrangeiros recém-chegados ao Japão. O aluguel varia enormemente, mas o mínimo está em torno de 60.000 ienes/mês. Veja se há algum disponível em cidade grande próxima. Abundante em Tokyo, desconhecemos a situação em outras regiões. Um exemplo: guest house em Hamamatsu-shi com home page em português. O preco é de 3.000 por dia; se você tiver mais alguém para compatilhar o quarto, sai por 2.000. Veja aqui um: lista de guest houses em Tokyo em inglês.

5) Internet cafes. Concebidos para aqueles assalariados que perderam o último trem mas não querem dormir em hotel. Dá direito a uma cadeira reclinável (ao invés de cama) para repousar, com acesso a Internet, mangas e drink bar. Nos últimos anos tem sido alvo de notícias porque o número de usuários homeless tem aumentado. Diária em torno de 1.000 a 2.000 ienes, o que dá, em termos mensais, de 30.000 a 60.000 ienes. Ao contrário do gaijin house, o lugar é somente pra dormir. Será necessário passar o dia em outro lugar.

Em suma, as duas últimas opções requerem cerca de 60.000 ienes por mês. Opções 2 e 3 provavelmente abaixo disso.

Quanto dinheiro preciso por mês até arranjar emprego?
Assumindo que seja 60.000 ienes de aluguel, quanto mais você precisa pra viver? O principal é comida. Assuma 1.000 ienes por dia para 2 ou 3 refeições. Isso dá 30.000 ao mês. Somando com aluguel, 90.000. Adicione 10.000 para outros gastos como condução. Teremos então 100.000 ienes por mês. 100.000 ienes é o minimo que você, solteiro, precisa pra sobreviver por mês. Divida as suas economias por 100.000 e então teremos quantos meses você pode sobreviver até arranjar um emprego novo. Se você for casado(a) e tiver filhos a situação então complica muito mais.

Note que economia de 2 meses é o suficiente pra voltar ao Brasil. Ou, trocando a ordem, quem não tem dinheiro pra voltar ao Brasil não tem condições de sobreviver por 2 meses, a menos que more na rua.

Por Bob M.
Publicado em 24/Nov/2008.



Clique aqui p/ deixar um comentário 27 comentários